segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Férias, férias, férias

Voltei, mas estou já mortinha por me pôr a milhas. Aqui não se passa nada, o telefone não toca, se calhar ainda aproveito uns diazinhos lá no Sul. É quase indecoroso ter tantas férias mas olhem ... é para quem pode. E que bom para os mais pequenos poderem usufruir da liberdade de correr pela praia com a pandilha dos outros miúdos e, depois de um, de vários banhos, lambuzarem-se com uma bola de berlim. Nós de-tes-ta-mos ficar encarcerados em Lisboa. É um facto incontestável.
Até Setembro!