quinta-feira, 28 de junho de 2007

Euforias

Achei graça à seguinte afirmação, feita por Isabel Stilwell na edição de hoje do diário gatuito com maior tiragem nacional (que, como é política do próprio, me veio parar às mãos num breve interlúdio), a propósito do protagonismo súbito da figura que anda nas bocas - gratuitas ou não - do país:
" ... conclui-se que os portugueses sofrem todos de doença bipolar: só conhecem a depressão ou a euforia incontroláveis."
Parece-me um diágnostico acertado e lembra-me um episódio que se passou nos tempos idos da Expo 98, vinha eu num autocarro do circuito interno em direcção à saída norte, apinhado de jovens numa madrugada quando acabavam de encerrar os bares na zona sul (lembram-se do Bugix?): de súbito e numa explosão de espontaneidade inusitada, a malta, inebriada por uma noite de copos mas sobretudo pelo clima de euforia e orgulho nacional que se vivia a propósito da exibição portuguesa, larga a cantar o hino nacional, em uníssono, alto e bom som.
Mais, cantam-no do princípio ao fim, sem arrepiarem caminho em envergonhado complexo lusitano, nem rirem de si próprios e dos semelhantes, provando erradas várias teorias, entre as quais a que defende que os nossos jovens já nem sabem o hino de cor.
Surto maníaco só comparável ao que se viveu mais tarde no Euro 2004.
Infelizmente e como é próprio da doença (digo eu que sou absolutamente leiga na matéria), uma euforia perfeitamente insustentável e insubsistente.

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Galo!

Distraída que sou, só agora descobri que a Aimee Mann vai estar no Coliseu de Lisboa no dia 25 de Julho...... e eu vou estar fora, em férias !

terça-feira, 26 de junho de 2007

Noite de São João


Grande folia! Porto rules.

(haja tempo para rabiscar uma reportagem)

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Incoerências

Acho extraordinário que na linguagem corrente o oposto de "maior" seja "mais pequeno". "Mais pequeno" é um "mais grande" que teve o privilégio do beneplácito cultural, e esta discriminação não tem compreensão possível. Não admira que as crianças fiquem confundidas.
Neste aspecto, os brasileiros é que sabem: dizer "mais pequeno" em vez de "menor" constitui uma gafe inqualificável (igualável, para nós, a dizermos "mais grande") - e eu só percebi isso um bom tempo depois de lá estar.

Solstício de Verão

Hoje acontece o Solstício, momento em que o Sol, durante o seu movimento aparente na esfera celeste, atinge o maior afastamento, em latitude, da linha do equador (in Wikipédia). Trocado em miúdos, aqui no Hemisfério Norte significa que o Sol fica a pino e que este é o maior dia do ano (e, em reverso, a menor noite). Aproveitem-no bem!

terça-feira, 19 de junho de 2007

As portas do Verão

Há alguns anos que nem uma sardinha assada na época dos Santos Populares. Tenho saudades do convívio das mesas garridas em equilíbrio instável nas calçadas de Alfama, memórias intrínsecas ao imaginário de qualquer lisboeta que se preze. O ar morno sobre a Lisboa das esplanadas em degraus até ao rio. Concluo que ando muito nostálgica, talvez seja este tempo que não ata nem desata e nunca mais soa a partida para a soltura do Verão. A propósito, recordo uma celebração do solstício, embebida em branco e partilhando vistas no Adamastor, o espírito aberto à abundância das possibilidades estivais.
Mas vem aí o S. João e eis o inesperado convite para celebrá-lo... no Porto. Melhor, a navegar no Douro, com vista sobre o Porto e em boa companhia. Eis o meu prenúncio de Verão para este ano. E tenho para mim, apesar de estreante, que não faltarão as sardinhas.

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Magnolia

São Paulo, ano 2000. Um filme surpreendente, avassalador. Uma banda sonora extraordinária. Vantagens de se viver numa cidade cosmopolita: no dia seguinte fui à mega FNAC e comprei a banda sonora, quase exclusivamente da Aimee Mann. Tinha absolutamente que a ouvir e não fiz outra coisa nas semanas seguintes, uma e outra e outra vez em longos serões solitários naquela cidade de 16 milhões + 2. Oiço-a até hoje.
Foi editado em Portugal, alguns anos mais tarde, um CD da Aimee Mann que cá fez chegar as mesmíssimas músicas. Quem terá estabelecido a relação com o filme? Para mim serão sempre indissociáveis e absolutamente memoráveis, ao ponto de não ter tido (ainda) a coragem de tornar a ver o filme.
Aqui fica a sequência dele extraída. Uma das muitas que se me cravaram na memória.
A vida é uma colecção de momentos marcantes.

Magnolia - Wise Up

segunda-feira, 4 de junho de 2007

sexta-feira, 1 de junho de 2007


Em busca de jacarandás no deserto de Marrocos?